Pinhão – CONQUISTA! Município recebe autorização definitiva para funcionamento do aterro.

Na ultima Quarta-Feira (11) aconteceu no Gabinete do Prefeito Odir a importante entrega da autorização definitiva quanto ao funcionamento do novo aterro municipal.

O aterro teve reconhecimento pelo empenho que tem tido nas questões ambientais no último período, buscando soluções para esta problemática histórica que permeia em pinhão. Em um ano e cinco meses o município saiu de um lixão a céu aberto para uma Unidade de Tratamento de Resíduos completa.

O chefe regional da Secretaria Estadual de Meio Ambiente Sylfarner Pimpão, entregou a autorização definitiva do aterro, estando agora legalizado para seu funcionamento normal dentro de todas as exigências necessárias.

Além de Pimpão, estiveram presentes o Chefe do Núcleo Regional de Educação de Guarapuava, Marlon Douglas Pires, Vereador Samuel. o vice prefeito Beraldo, secretário de Meio Ambiente, Valter Israel e funcionários da Secretaria, além dos demais secretários do município, e o Prefeito Odir Gotardo.

” A autorização definitiva para o funcionamento do aterro representa uma mudança de cenário  pois recebemos o Município com uma serie de multas e um lixão a céu aberto interditado e agora, passamos a ser referência no que diz respeito aos cuidados  com o meio ambiente. Esta é uma conquista para o povo que vai refletir tanto na qualidade de vida  da nossa população e na economia do município.”Frisa o Secretário Valter Israel.

“Acompanho a situação ambiental do município há vários anos e percebo o empenho da atual gestão em solucionar problemas antigos que deixaram sequelas, como por exemplo o lixão, o qual implicou em diversas multas. Vejo Pinhão como uma referência para  região.” Pimpão anunciou ao prefeito que outras notícias boas serão dadas em breve.

O prefeito Odir  destacou que este documento é resultado de um trabalho sério realizado por uma equipe muito competente, estamos quebrando paradigmas pois pela primeira vez na história conseguimos ter credibilidade junto aos órgãos ambientais.

 

Top