Pinhão – Dia Nacional da Luta Antimanicomial é lembrado

O dia 18 de Maio é o dia Nacional da luta Antimanicomial,  mas este ano estamos vivendo um momento diferente em que as atividades pensadas para lembrar este dia, não podem ser executadas como planejadas. Mas a data não pode ser deixada de lado.

A Reforma Psiquiátrica é um movimento que teve início nos anos 70, e se arrastou por cerca de uma década, culminando com a Constituição de 1988. Mas a Lei 10.216, que trata dos direitos das pessoas  portadoras de transtornos mentais, foi promulgada em 06 de abril de 2001.

Neste momento em que todos enfrentamos dificuldades e temos que abrir mão da nossa liberdade em favor do próximo, nos lembramos mais do que nunca: TRANCAR NÃO É TRATAR!

No modelo hospitalocêntrico usado para tratar doentes mentais antes da reforma psiquiatra, as pessoas doentes eram excluídas da sociedade e viviam em uma eterna “quarentena”, desprovidos de todos os seus direitos. Que nestes períodos incertos possamos olhar para os doentes mentais e que tenhamos força para reafirmar nossa política todos os dias.

“Estamos em um momento de reflexão, e a mudança de comportamento da sociedade, em relação as doenças mentais precisam estar sempre sendo discutidas e revisadas. Ainda mais neste tempo de Pandemia, em que as pessoas tem que ficar em quarentena e as doenças mentais podem aparecer com mais frequência”. Destacou o Assistente Social e Técnico em Enfermagem, Vilson Prudente, Coordenador do Caps.

Top